Weby shortcut
Youtubeplay
DIA C

Todos pela ciência brasileira

Dia C da Ciência será uma mobilização nacional para sensibilizar a população 

Texto: Luiz Felipe Fernandes

As universidades e os institutos tecnológicos são responsáveis por  90% da  pesquisa produzida no Brasil. No entanto, esse importante papel desempenhado pelas instituições de ensino superior está ameaçado pelo atual cenário de cortes no investimento público, o que inviabiliza o fomento da ciência, da tecnologia e da inovação. Além disso, o modelo de ensino público de qualidade e acessível a todos encontra-se fortemente ameaçado.

Reverter esse cenário exige não só a mobilização dos pesquisadores, mas também o envolvimento de toda a sociedade. A população precisa conhecer o que tem sido produzido dentro das universidades e dos centros e institutos de ensino, ciência e tecnologia e compreender a importância da pesquisa científica na vida de cada cidadão. Para isso, será realizado, no próximo dia 25 de outubro, o Dia C da Ciência, uma mobilização nacional que envolve as instituições de ensino superior do país.

As instituições de cada estado estão elaborando uma intensa programação. O objetivo é realizar um dia de atividades em escolas, museus, espaços públicos e ambientes institucionais próprios e externos, para mostrar à comunidade a importância das pesquisas desenvolvidas por essas instituições e como elas estão presentes no cotidiano. As atividades serão desenvolvidas pela comunidade universitária. A ideia é que o Dia C da Ciência passe a ser realizado todos os anos.

Iniciativa

A Pró-Reitora de Pesquisa e Inovação da Universidade Federal de Goiás (UFG), Maria Clorinda Soares Fioravanti, explica que a ideia de um movimento nacional de mobilização foi apresentada pelo Colégio de Pró-Reitores de Pesquisa, Pós- Graduação e  Inovação  (Copropi), do qual ela é coordenadora. A iniciativa foi imediatamente incorporada pela Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) e pelo Fórum de Pró-Reitores de Pesquisa e Pós-Graduação (Foprop). A data escolhida foi um dos dias da Sema- na Nacional de Ciência e Tecnologia, que esse ano acontece de 23 a 29 de outubro.

Em Goiás, além do envolvimento das instituições de ensino superior, a ação envolve as secretarias estadual e municipal de educação, a Fundação de Amparo à Pesquisa de Goiás (Fapeg), a Fundação de Apoio à Pesquisa (Funape) e o Sindicato dos Docentes das Universidades Federais de Goiás (Adufg). Dessa forma, pesquisadores e estudantes de pós-graduação das diferentes áreas do conhecimento vão até as escolas públicas conversar com os estudantes sobre  a  ciência, a tecnologia e a inovação que estão produzindo. Assim, o Dia C da Ciência mostrará que a pesquisa científica brasileira muda para melhor a vida de muitas pessoas.

A ciência está em tudo

Um dos objetivos do Dia C da Ciência é diminuir a distância entre o conhecimento produzido de forma contínua nas universidades, centros e institutos de ensino, ciência  e tecnologia e a compreensão que a sociedade possui sobre a importância dessas pesquisas no dia a dia. No blog Imagine Só!, o jornalista Herton Escobar aborda de forma didática essa relação, citando alguns exemplos de avanços tecnológicos propiciados pela ciência brasileira, a começar por  alimentos como o café, a laranja, a soja e o gado de corte, passando pelos remédios, combustíveis, entre outros.

Os exemplos práticos servem de argumento para reivindicar a recuperação dos investimentos públicos em pesquisa, mesmo em um cenário de crise – ou justamente por causa dele. No começo de agosto, o presidente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Mario Neto Borges, foi enfático: “Acabou o dinheiro!”. A notícia de que não haveria mais recursos para o pagamento de bolsas já a partir de setembro provocou apreensão no meio acadêmico e obrigou o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, a dar garantias de que não haveria cortes no financiamento de pesquisas.

Divulgação científica na UFG

A UFG possui importantes iniciativas de divulgação de sua produção científica. Anualmente é promovido o  Congresso  de   Pesquisa,  Ensino e Extensão (Conpeex). O evento é gratuito e aberto a toda a comunidade, mas apenas estudantes e servidores da Universidade podem apresentar trabalhos. O objetivo é divulgar a produção acadêmica, científica e cultural da instituição.

O tema da 4ª edição do Conpeex alinha-se ao da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, que este ano é “A matemática está em tudo”. A temática está relacionada a dois grandes eventos da área da Matemática que serão sediados no Brasil – a Olimpíada Internacional de Matemática 2017 e o Congresso Internacional de Matemáticos 2018. Além disso, a Assessoria de Comunicação da Universidade desenvolve, desde 2014, o Projeto Visibilidade UFG. Trata-se de uma ação integrada e estratégica de divulgação de ações e atividades de ensino, pesquisa e extensão, por meio de notícias nos veículos de comunicação. Com o projeto, as notícias geradas pelas sugestões de pauta enviadas à  imprensa, relacionadas à pesquisa, aumentaram 26% entre 2015 e 2016.

Outra iniciativa de divulgação do conhecimento científico produzi- do na Universidade é o programa Viver Ciência, produzido pela TV UFG. A produção  visa  aproximar  o conhecimento científico da vida cotidiana por meio de entrevistas com pesquisadores sobre estudos desenvolvidos na UFG e seu impacto na sociedade. O Viver Ciência é exibido todas às quartas-feiras, às 21h, com reapresentações às quintas-feiras, às 12h30, e aos domingos, às 8h30.

 DIA C

Veja o site

Veja o Facebook

DIA C

Categorias : pesquisa edição 91

Listar Todas Voltar